A saúde bucal, em especial a falta de um ou mais dentes, é algo que pode influenciar não somente a aparência, mas também a autoestima de um indivíduo, já que o sorriso pode deixar uma pessoa satisfeita com a sua imagem ou não. Soluções para esse problema de falta de dentes podem ser tratamentos como implante e prótese dentária.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria Médica, Odontológica e Hospitalar (ABIMO), cerca de 12 milhões de pessoas no Brasil frequentam anualmente o dentista em busca de uma melhor saúde bucal e qualidade de vida.

Parte dessas pessoas, está em busca de alternativas para a colocação de dentes faltantes. O implante e a prótese dentária são soluções para quem perdeu dentes e pensando nisso, é importante diferenciar e conhecer tais procedimentos, a fim de saber exatamente qual o mais indicado para cada caso.

Saiba mais sobre esses procedimentos e conheça a diferença de implante e prótese. Boa leitura!

Qual a diferença entre implante e prótese?

Primeiramente, é necessário entender as principais semelhanças entre os dois procedimentos. Tanto o implante quanto a prótese têm a função de substituir um ou mais dentes que foram perdidos, independente da razão que levou à essa condição.

A diferença entre a prótese e o implante está no fato de que a prótese substitui a parte visível do dente, a coroa. Já o implante traz também uma nova raiz.

As próteses podem estar associadas aos implantes, como por exemplo, a overdenture ou serem isoladas, como a dentadura. Na maioria dos casos, elas são removíveis e colocadas de modo mais superficial do que os implantes.

Outro fator que os difere é que os implantes possuem uma maior durabilidade se comparado as próteses.

Qual a indicação para cada um deles?

Para indicar qual o melhor tratamento a ser realizado, é necessária uma análise do médico dentista especializado. Ele irá considerar o estilo de vida de cada paciente e os resultados dos exames para chegar a uma melhor escolha.

No caso dos implantes, normalmente é preciso ter uma espessura óssea para fixar os pinos utilizados e caso o paciente não possua, provavelmente o procedimento não será o mais recomendado.

Já para pessoas mais jovens, na maioria dos casos a prótese não é a melhor opção, pois elas não oferecem a mesma segurança na mastigação do que os implantes dentários.

Doenças na região bucal e periodontais, infecções, cáries e problemas de saúde também podem interferir para a escolha de uma ou outra intervenção.

Pensando nisso, o dentista é o profissional indicado para avaliar a melhor opção de tratamento, de acordo com as particularidades de cada paciente, além de considerar os benefícios e desvantagens dos implantes e das próteses.

Implante e prótese, qual escolher?

Como pudemos ver, há algumas particularidades entre implante e prótese dental e como cada um desses procedimentos tem indicações e benefícios variados. Sendo assim, é fundamental o acompanhamento constante com um dentista especializado, para decidir qual proporcionará uma melhor qualidade de vida ao paciente.

Se você gostou desse artigo, leia também a nossa matéria Implante Dentário: tudo o que você precisa saber e conheça mais esse serviço de nosso consultório. Para agendar a sua avaliação, entre em contato com a nossa equipe especializada.

Deixe um comentário